Brésiliens comme moi

Réalisateur :  Susana Rossberg
Scénario :  Susana Rossberg
Images :  Michel Baudour
Production :  pbc pictures sprl
Ambiances asbl
Ministère de la Communauté française de Belgique
Mixage :  Niels Fauth
Interprétation :  

Disponible en BETA SP, BETA DIGIT

Synopsis : A travers la rencontre avec une communauté brésilienne croissante, en grande partie illégale, et qui se manifeste par son énergie, sa vivacité, sa diversité, ce film espère oeuvrer pour une plus grande acceptation des étrangers en terre d'accueil.

The encounter with a growing, and mostly undocumented, brazilian community allows us to bear witness to its energy, its vivacity, and its diversity. This film attempts to work for a larger acceptance of foreigners in their land of exile.

Através do encontro com uma comunidade brasileira crescente, em grande parte ilegal, e que se manifesta pela sua energia, sua vivacidade, sua diversidade, esse filme almeja trabalhar por uma maior aceitação dos estrangeiros em terra de asilo.

A imigração tratada com sensibilidade e sutileza

O documentário de Susana Rossberg - Brasileiros como eu - é simplesmente apaixonante. Beleza cinematográfica e depoimentos contundentes levam o espectador a experimentar intensas emoções e a refletir sobre a natureza dos fluxos migratórios das mais variadas naturezas.

Em um primeiro e desavisado olhar, podemos pensar que se trata simplesmente de um filme sobre a comunidade brasileira na Bélgica. No entanto, o filme nos convida a pensar na diáspora brasileira de uma maneira bem mais ampla. Discutemse, de maneira incrivelmente bem amarrada, as várias razões que levaram os participantes a deixar nosso país: desde perseguição política até falta de oportunidades econômicas. Mas, Rossberg não pára por aí. Pragas sociais que tanto dano causam ao Brasil como, por exemplo, o tema candente do racismo são amplamente abordadas. Os temas mais espinhosos são tratados de modo corajoso, mas sempre sensível e elegante.

O olhar da cineasta é tão profundo que, apesar do título, o documentário aborda experiências, vivências e modos de sentir que chamam a atenção de todos que estejam interessados em deslocamentos populacionais. Ao final, não podemos deixar de fazer as velhas perguntas iluminadas pelo olhar de Rossberg: as feridas causadas pelo desenraizamento tornar-se-ão cicatrizes menores? Seriam ideléveis os traumas que costumam afetar toda a família? Respostas? Certamente o filme não nos oferece. Muito pelo contrário, somos levados a fazer novos e, `as vezes doloridos, questionamentos. O filme de Rossberg nos faz refletir, conter lágrimas e esboçar alguns sorrisos. Realmente imperdível.

Dr. Clémence Jouët-Pastré Senior Preceptor in Portuguese Harvard University

    
Support :  Video (Couleur)
Durée :  86
Genre :  documentaire
Année :  2008
    



Droits TV: disponibles